Taylor Swift x Scooter Braun

 

Scooter Braun comprou a Big Machine Records e, de quebra, ganhou o direito de todos os álbuns da Taylor Swift. Parecia ser uma baita realização para o empresário, a cantora fez questão de explicar que não, não é bem assim. Vários outros artistas, como Miley Cyrus, Katy Perry e Iggy Azalea apoiaram a diva pop, mas Justin Bieber e Demi Lovato ficaram do lado do empresário. A treta está armada!

Demi Lovato defendeu o empresário em comentários de uma publicação: “Fazer alegações de que alguém é homofóbico é realmente sério. Por favor, não espalhe informações que não são verdade, porque eu posso garantir que você, Scooter, não é. Como membro da comunidade LGBTQ+ eu mesma, ele não teria assinado comigo se ele fosse. Não há ódio, apenas tentando esclarecer isso”. Depois, a artista foi para seu Stories: “Eu tenho lidado com pessoas más nesta indústria e Scooter não é um deles. Ele é um bom homem. Pessoalmente, estou grato por ele ter vindo à minha vida quando o fez. Por favor, pare de ‘arrastar’ as pessoas ou intimidá-las. Há ódio suficiente neste mundo como ele é. (…) Vocês podem vir atrás de mim o quanto quiserem, mas eu sempre vou ficar leal à minha equipe. Eu valorizo a lealdade mais do que a maioria das pessoas neste mundo e se meu nome vai ser trazido em conversas, eu vou me levantar por mim e pela minha equipe”.